Adidas Energy Boost ESM 2

Corridas
Adidas Energy Boost
Adidas Energy Boost

Neste sábado tive a oportunidade de testar pela primeira vez o tênis que comprei recentemente:  Adidas Energy Boost ESM 2.

A tecnologia Boost fornece um maior retorno de energia a cada passada.

Com base num processo de desenvolvimento inovador criado pela Adidas, em parceria com a BASF, líder mundial na indústria química, Boost é composto por um material sólido granulado, transformado em milhares de pequenas cápsulas de energia que compõem a entressola do tênis.

Para realizar este primeiro teste escolhi uma rua com cerca de trezentos metros de extensão com o intuito de avaliar o amortecimento e sentir retorno da energia em tiros de cem, duzentos e trezentos metros.

No primeiro tiro de cem metros iniciei com um ritmo de 10 minutos/KM e cheguei ao final com o ritmo de 4 minutos e 30 segundos/KM. Logo nas primeiras passadas foi possível perceber um amortecimento macio ao colocar o pé no chão. Imediatamente o Boost devolvia toda esta energia em forma de impulso.

Dei a volta na quadra e retornei ao ponto de partida, desta vez para um tiro de duzentos metros. Passei com um ritmo de 8 minutos e 20 segundos/KM e ao completar a distância estava num ritmo de 3 minutos 30 segundos/KM.

Faltava o terceiro e último tiro, agora de trezentos metros. O meu ritmo foi de 10 minutos/KM no ponto inicial para 3 minutos e 55 segundos/KM, comprovando que o Boost funciona mesmo.

Sem dúvida o aumento da velocidade é impressionante e o desempenho foi excelente nos três tiros. O amortecimento do Boost e o retorno da energia das passadas são show.

No domingo à tarde testei o Energy Boost pela segunda vez. Desta vez o teste foi realizado no Parque Barigui usando o percurso que tem pouco mais de cinco quilômetros. Desde a última reforma do parque as pistas são separadas em caminhantes, corredores e ciclistas, mas nem todas as pessoas respeitam.

Sendo assim, a maior parte do meu teste foi no ritmo de caminhada. Mas sempre que havia um espaço disponível eu aproveitava para acelerar as passadas. Completei o percurso de 5,48 KM em 46 minutos cravados. Pretendo voltar ao Barigui no próximo sábado pela manhã para um teste simulando condições de corrida.

A estreia do Energy Boost será na última etapa do Circuito das Estações que acontecerá no dia quatorze de dezembro. Desde já a expectativa é muito grande  com relação ao tempo para concluir a prova. Afinal de contas o Adios Boost na sua primeira corrida baixou o meu recorde.

Na temporada de 2015 pretendo revezar o Adios e o Energy nas corridas, a escolha será com base nos percursos e no desempenho de cada tênis . Em 2014 o Springblade foi utilizado em nove corridas, sendo que em uma delas chegou bem perto do recorde.

Ainda não tenho condições de projetar quando será quebrado o meu recorde e qual será o novo tempo. No entanto, as primeiras impressões do Adios e do Energy Boost indicam que o recorde atual de 35 minutos e 20 segundos não deve durar muito tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *