Resumo da Temporada 2014 (Parte 1)

Corridas

02/02 – Circuito do Sol

Esta foi a minha primeira corrida de 10 KM, cujo percurso foi o mesmo do Circuito das Estações Adidas 2013. Não planejei o tempo para conclusão, pois não queria gerar expectativas. No entanto, estava consciente que a distância de dez quilômetros não é apenas o dobro de cinco. É necessário controlar o ritmo para chegar inteiro no final.

Larguei com tranquilidade e procurei evitar a confusão que ocorre comumente na largada. Mantive um ritmo tranquilo nos três primeiros quilômetros, mas errei ao acelerar e percorrer os dois quilômetros seguintes no mesmo ritmo.

Como resultado o meu ritmo no sétimo quilômetro foi muito lento. Alternei momentos de trote com caminhada lenta. Devo admitir que senti vontade de parar, mas decidi seguir adiante. Depois de me recuperar da dores melhorei um pouco o ritmo, mas não consegui correr por muito tempo.

Segui com o trote para não parar, a minha única preocupação era não ser o último colocado. De vez em quando olhava para trás para conferir. Aliás este décimo quilômetro parecia ser mais longo que os outros. Completei o percurso em  uma hora e dezenove minutos.

Cruzei a linha de chegada exausto, mas apesar de tudo venci mais um desafio. Foi uma experiência diferente pois até então tinha corrido provas de cinco quilômetros.

Apesar de ter cometido o erro de ter acelerado no momento errado o meu tempo final ficou dentro do esperado, entre setenta e cinco e oitenta minutos.

 

09/02 – Barigui Race

Uma semana depois da minha primeira corrida de dez quilômetros retornei ao mundo das provas de cinco quilômetros. Como conhecia o percurso por ter participado da Barigui Race de 2013 o meu objetivo era o de concluir em um tempo melhor.

Fiz uma boa largada e controlei bem o meu ritmo. Terminei a prova em 35 minutos e 22 segundos, baixando em 18 segundos o meu tempo naquele percurso. Mais um desafio vencido e mais uma medalha para a minha coleção.

 

16/03 – Unidos pela Vida

Esta corrida tem um aspecto filantrópico, pois o valor das suas inscrições é revertido para o Hospital Infantil Pequeno Príncipe, um hospital de referência em Curitiba. Tive dificuldades ao longo do segundo quilômetro do percurso e não consegui melhorar o meu tempo em relação a prova do ano passado.

Fiquei muito chateado com o resultado ruim, mas mesmo assim valeu a pena ter participado desta corrida.

 

30/03 – Track & Field Mueller

Esta foi a minha segunda participação nesta corrida que é um  das mais difíceis do ano. Em 2013 completei o percurso em 38 minutos e 11 segundos. Como conhecia o traçado sabia que não teria nenhuma chance de melhorar o meu tempo.

Larguei com muito cuidado e num ritmo lento, pois sabia que teria pouco mais de dois quilômetro de subida. Aproveitei um trecho de descida no terceiro quilômetro para acelerar o ritmo. No quilômetro seguinte reduzi um pouco para poupar energias para o final.

Terminei a prova com o tempo de 37 minutos e 57 segundos, bem melhor que no ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *