Retrospectiva Corridas 2016

JANEIRO

O ano começou com duas corridas de dez quilômetros, ambas muito complicadas pois estava acostumado a correr provas de cinco quilômetros. A primeira delas foi a Corrida da Ponte que foi completada em 1 hora, 19 minutos e 19 segundos.

Na semana seguinte corri a prova da Batel Run e completei o percurso em 1 hora, 19 minutos e 59 segundos. Sei que cometi erros nas duas provas e que teria muito o que melhorar.

 

FEVEREIRO

Participei da prova de cinco quilômetros da Track & Field Pátio Batel, primeira etapa do circuito de Corridas Track & Field em Curitiba. Apesar de conhecer o percurso não consegui melhorar o meu tempo em relação a mesma prova do ano anterior.

 

MARÇO

No final do mês sofri uma queda enquanto caminhava e fraturei o ombro esquerdo. Por este motivo fiquei impedido de participar da Corrida Noturna UNIMED que estava marcada para o dia nove de abril.

 

ABRIL

Voltei a correr no dia dezessete de abril na primeira etapa do Circuito de Corridas promovido pela Prefeitura de Curitiba. Por causa da fratura eu tinha medo de correr  e sofrer uma nova queda. Não conseguia passar do trote para a corrida. Completei a prova em 1 hora, 20 minutos e 26 segundos. Eu sabia que a minha recuperação seria lenta e teria dificuldades para recuperar o meu ritmo de corrida.

 

MAIO

No dia vinte e dois participei de uma corrida na chuva na maior parte do tempo. Escolhi manter um ritmo seguro tomando cuidado com as inúmeras poças d’água. Nos momentos em que a chuva deu uma trégua tive a oportunidade de correr um pouco mais e realizar algumas ultrapassagens.  Mas a segurança estava sempre em primeiro lugar. Desta forma segui até o final da prova.

Para a minha enorme surpresa completei os dez quilômetros em uma hora, dezesseis minutos e dez segundos, o meu novo recorde pessoal.

No final do mês participei da Stadium Marathon, uma corrida cujo percurso passa pelo estádios do Paraná Clube, do Atlético Paranaense e do Coritiba.

 

JUNHO

O mês foi marcado por duas provas de dez quilômetros nas quais aproveitei para melhorar a minha confiança e correr por mais tempo. No dia cinco participei da Corrida do Artilheiro promovida pelo 5º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado. Terminei o primeiro semestre do ano com 107 quilômetros percorridos.

Duas semanas depois participei da segunda etapa do Circuito da Prefeitura de Curitiba e completei em uma hora, dezenove minutos e trinta segundos.

 

JULHO

O segundo semestre começou com a Etapa Inverno do Circuito das Estações. Larguei com muita tranquilidade e realizei algumas ultrapassagens. Consegui manter um bom ritmo ao longo de dois quilômetros. Foi uma corrida bem tranquila, completei o percurso em 1 hora, 15 minutos e 16 segundos, o meu novo recorde para os 10 KM.

Também participei da prova de 5 KM da Track & Field Shopping Mueller e de 10 KM da Corrida Santos Dumont. Como participei da corrida da Track & Field em 2013 e 2014 conhecia o percurso e as suas particularidades. Terminei a prova em 36 minutos e 50 segundos.

A 1ª Corrida de Santos Dumont aconteceu no dia 22 de julho à noite e foi promovida pelo CINDACTA II (Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo). A chegada foi na pista do Aeroporto do Bacacheri, completei o percurso em 1 hora 18 minutos 26 segundos.

 

AGOSTO

Quatro corridas marcaram o mês de agosto, sendo uma noturna de cinco quilômetros e as outras três diurnas de dez quilômetros. A corrida noturna foi a BARIGUI NIGHT RUN realizada no dia treze na pista do Parque Barigui.

No dia seguinte participei da Corrida da PMPR. Não tive um bom desempenho porque na noite anterior tinha participado da corrida noturna no Barigui.

No dia vinte e um corri a terceira etapa do Circuito de Rua de Curitiba. A prova começou com uma garoa fraca que foi aumentando e logo se tornou uma chuva forte. Durante todo o percurso enfrentei inúmeras poças d’água e completei em uma hora, dezenove minutos e quarenta e três segundos.

Na última corrida do mês consegui melhorar o meu tempo pessoal dos 10 KM ao terminar a Etapa Primavera do Circuito das Estações em uma hora, treze minutos e quarenta e três segundos.

As provas deste mês foram fundamentais para melhorar a minha autoconfiança.

 

SETEMBRO

Tirei férias em setembro e aproveitei para viajar. Visitei Belo Horizonte e as cidades históricas de Sabará, Congonhas, Ouro Preto e Mariana. Voltei para Curitiba uma semana antes da Corrida da Polícia Civil. Seria um experiência nova correr a prova de dez quilômetros, pois nos dois anos anteriores participei das corridas de cinco quilômetros.

Estudei a altimetria do percurso e estabeleci um estratégia de corrida. Completei a prova em 1 hora, 13 minutos e 47 segundos, um tempo muito próximo do meu recorde.

 

OUTUBRO

Para este mês estavam programadas três provas: a Corrida do Fogo, a quarta etapa do Circuito de Corridas de Rua de Curitiba e a do Circuito Caixa.

Estudei o percurso da Corrida do Fogo e diante das características do percurso defini uma estratégia para melhorar o meu tempo em torno de vinte segundos. No entanto para a minha surpresa baixei o meu tempo em quase três minutos. O novo recorde passou a ser de 1 hora, 10 minutos e 46 segundos.

As provas do circuito da Prefeitura contam com a participação de um número grande de corredores e não são adequadas para melhorar o tempo. Na última etapa do circuito completei a prova em uma hora, vinte minutos e seis segundos.

Na corrida da Caixa consegui o meu quarto melhor tempo do ano mas longe do recorde pessoal.

Depois que completei a minha primeira prova do ano em uma hora e dezenove minutos estabeleci que chegaria ao final da temporada com o tempo de uma hora e dez minutos. Atingi a marca desejada pouco antes dos nove meses.

 

NOVEMBRO

O mês foi marcado por duas provas. A primeira delas foi a de dez quilômetros da Maratona de Curitiba, completada em uma hora, dezesseis minutos e vinte segundos. A outra foi a Sport Night Run, uma corrida noturna na pista de 3,5 quilômetros do Parque Barigui.

DEZEMBRO

Para encerrar a temporada de 2016 participei da Etapa Verão do Circuito das Estações. Não tive um bom rendimento e o meu tempo final foi o pior das quatro etapas do Circuito.

Terei algumas semanas de descanso e no dia vinte e dois de janeiro vou correr a prova de cinco quilômetros da Corrida da Ponte.

DATA CORRIDA TEMPO KM
24/01/16 CORRIDA DA PONTE 01:19:19 10,0
31/01/16 BATEL RUN 01:19:59 10,0
21/02/16 TRACK FIELD BATEL 00:39:06 05,0
09/04/16 UNIMED XX:XX:XX XX,X
17/04/16 SMELJ 1 01:20:26 10,0
24/04/16 REBOUÇAS 01:18:48 10,0
01/05/16 ESTAÇÕES OUTONO 01:18:38 10,0
15/05/16 ECOLÓGICA 01:17:05 10,0
22/05/16 BPTRAN 01:16:10 10,0
29/05/16 STADIUM 01:33:02 12,0
05/06/16 ARTILHEIRO 01:16:18 10,0
19/06/16 SMELJ 2 01:19:30 10,0
10/07/16 ESTAÇÕES INVERNO 01:15:16 10,0
17/07/16 TRACK FIELD MUELLER 00:36:50 05,0
22/07/16 SANTOS DUMONT 01:18:26 10,0
13/08/16 BARIGUI NIGHT RUN 00:36:55 05,0
14/08/16 PMPR 01:19:52 10,0
21/08/16 SMELJ 3 01:19:43 10,0
28/08/16 ESTAÇÕES PRIMAVERA 01:13:43 10,0
25/09/16 POLICIA CIVIL 01:13:47 10,0
12/10/16 CORRIDA DO FOGO 01:10:46 10,0
16/10/16 SMELJ 4 01:20:06 10,0
23/10/16 CAIXA 01:14:39 10,0
20/11/16 MARATONA  01:16:20 10,0
26/11/16 SPORT NIGHT RUN 00:25:16 03,5
11/12/16 ESTAÇÕES VERÃO  01:18:44 10,0