Desafio cumprido

No início de 2018 estabeleci como desafio percorrer a distância de 600 km entre caminhadas, treinos e corridas.

O número 600 pode assustar mas se ele for dividido pelos doze meses fica mais fácil concluir que o era possível cumprir o desafio.

A cada mês fui percorrendo um distância superior a 50 km. Sendo assim no final do mês de outubro alcancei a marca dos 600 km.

Como tinha pela frente os meses de novembro e dezembro coloquei mais cem quilômetros no meu desafio. Ao final da primeira semana de dezembro atingi a nova marca estabelecida.

O que fazer tendo ainda três semanas para o final do ano? Como marcar a minha conquista?

Completei o ano de 2018 com a distância de 740,23 km percorridos. Para comemorar planejei uma doação de sangue. No entanto, fui convencido por uma amiga a adiar para o início de fevereiro.

O ano de 2019 iniciou com um novo desafio: percorrer 800 km. Já no primeiro dia do ano fiz um treino de 9 km.

Cheguei ao final de janeiro com a distância de 109,81 km, ou seja, com uma sobra de 43,15 km em relação a média mensal projetada.

Hoje, dois de fevereiro, foi o dia da doação de sangue. Junto comigo estavam várias pessoas do grupo de corrida do qual participo.

Aguardei alguns instantes até chegar a minha vez. Doar sangue é um ato de solidariedade que permite salvar quatro vidas.

Junto com os 450 ml do meu sangue também estava um pouco da minha energia positiva. Enfim, foi um momento muito gratificante.