TÚNEL DO TEMPO: FÉRIAS EM MINAS GERAIS 2017 3º DIA

TÚNEL DO TEMPO: FÉRIAS EM MINAS GERAIS 2017 3º DIA

A manhã da quarta-feira foi reservada para um passeio pelos principais pontos turísticos da cidade de Belo Horizonte. O primeiro local visitado foi Conjunto Arquitetônico da Pampulha, um complexo projetado por Oscar Niemeyer durante a gestão de Juscelino Kubitschek à frente da prefeitura de Belo Horizonte.

Lagoa da Pampulha

Em 17 de julho de 2016, o local passou a ser considerado um Patrimônio da Humanidade após reunião de membros da Unesco em Istambul, na Turquia.

A Igreja de São Francisco de Assis é considerada a obra-prima do conjunto. Infelizmente não conseguimos entrar pois estava fechada porque em breve deverá iniciar o seu processo de restauro. Saindo dali percorremos de ônibus o entorno da lagoa e pudemos observar as demais obras que integram o Conjunto Arquitetônico da Pampulha.
Igreja de São Francisco de Assis

Em seguida visitamos o Museu Histórico Abílio Barreto, cujo acervo conta as modificações sofridas na paisagem urbana de Belo Horizonte. A maior peça exposta no museu é o casarão, uma das poucas edificações remanescentes do antigo Arraial do Curral Del Rey.

Belo Horizonte

Dali seguimos para o Mirante das Mangabeiras, uma área que permite uma grande visualização de BH. Antes de chegar ao mirante passamos pela Praça do Papa, local onde o Papa João Paulo II rezou uma missa quando esteve na capital mineira em 1980.

Também passamos em frente do Palácio das Mangabeiras, residência oficial dos governadores de MG. O projeto de Oscar Niemeyer e os jardins são de Burle Marx.

Mirante das Mangabeiras

No mirante tiramos várias fotos com a paisagem de BH como fundo. O próximo local visitado foi a Rua do Amendoim, uma ladeira chamada Rua Professor Otávio Coelho Magalhães, perto da Praça do Papa.

Ela ficou conhecida por uma ilusão de óptica. Quando os carros são desligados, eles sobem, ao invés de descerem. Como eu já conhecia a curiosidade não comentei nada quando a nossa guia turística perguntou se o nosso ônibus estava subindo ou descendo.

O passeio terminou no Mercado Central, onde os integrantes do nosso grupo se dispersaram para comprar queijos, doces, artesanatos, etc.

Sem dúvida foi um passeio muito interessante pois ao longo do percurso a nossa guia contou a história de Belo Horizonte.