FÉRIAS EM GRAMADO EM 2018

FÉRIAS EM GRAMADO EM 2018

Em 2018 passei as minhas férias na cidade de Gramado, que já tinha visitado em 2013 e 2015.

1º dia

Depois de algumas horas de viagem de avião (Curitiba – Porto Alegre) e de ônibus (Porto Alegre – Gramado) cheguei no meu hotel. Almocei, tirei uma soneca e depois fui conhecer a pista de caminhada.

Percorri 1.5o0 metros no sentido horário e outros 1.500 no sentido anti-horário. Gostei da pista nos dois sentidos pois é muito desafiadora.

Retornei para o meu quarto e tomei um banho relaxante. Depois fui visitar o Museu de Cera Dreamland.

Já tinha visitado o Museu em 2015 e conhecia a maioria dos personagens. Entre as novidades posso citar a Marilyn Monroe, a Nicole Kidman e os Beatles.

Retornei para o meu hotel, jantei e depois fui dormir, pois a saída para o passeio do dia seguinte estava prevista para às 8:15.

 

2º dia

No meu segundo dia de férias estavam programadas várias paradas no passeio Museu de Pedras Preciosas, Prawer Chocolates, Mundo a Vapor, Parque Estadual do Caracol, Mini Mundo, Lago Negro, Museu de Cera e Harley Motor Show.

Enfim, o passeio foi muito interessante e emocionante, pois tive a oportunidade de interagir com pessoas das mais diversas partes do Brasil.

Leia mais

 

3º dia

O terceiro dia de férias começou logo cedo, pois às sete horas chegaria o ônibus da CVC me buscar para o passeio. Junto comigo foram várias pessoas que estavam no mesmo hotel.

Seguimos rumo a cidade de Carlos Barbosa onde visitamos a loja de varejo da Tramontina. Ela conta com uma grande linha de produtos voltados para o lar.

Atravessando a rua conhecemos a Fetina de Formaio, uma loja que vende diversos produtos coloniais tais como queijos, salames, geléias, entre outros produtos da Serra Gaúcha.

Dali seguimos para a estação de trem onde embarcaríamos na Maria Fumaça. Foi uma viagem muito divertida com várias apresentações de artistas. A primeira parada do trem foi na estação de Garibaldi. Tivemos a oportunidade de degustar espumante e suco de uva.

Depois de alguns instantes continuamos a nossa viagem rumo a cidade de Bento Gonçalves.

A próxima parada do nosso passeio foi o almoço. Para o período da tarde tínhamos na nossa programação uma visita na Vinícola Aurora e no Parque Temático Epopéia Italiana.

Chegando na Vinícola Aurora tivemos a oportunidade de conhecer uma parte do processo de produção dos vinhos.

A última parada do nosso passeio foi no Parque Temático Epopeia Italiana. Ele possui vários cenários que contam a história de um casal de imigrantes italianos que passaram várias dificuldades ao chegar ao Brasil e, após muito sacrifício  e esforço, conseguiram prosperar em nossas terras.

O passeio terminou com a degustação de vinho, suco de uva e biscoito colonial.  Foi uma experiência muito interessante e emocionante. Em seguida iniciamos a nossa viagem de retorno para a cidade de Gramado.

Cheguei no meu hotel pouco antes das sete horas da noite.

Leia mais

 

4º dia

A primeira parada do passeio foi no Alpen Park, um parque de diversões localizado na cidade de Canela. Das atrações disponíveis escolhi três: Cinema 4D, Alpen Interactive e Alpen Race.

Depois de nos divertirmos bastante seguimos em direção a Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, localizada em Canela e mais conhecida como Igreja de Pedra. É uma das grandes atrações da Serra Gaúcha.

 

 

Depois de contemplarmos a beleza desta igreja fizemos um intervalo para o almoço. Para a tarde estavam previstas mais duas visitas.

A primeira parada depois do almoço foi no Vale dos Dinossauros, um parque temático inspirado no filme de Steven Spielberg. Os visitantes podem escolher por onde começar entre dois circuitos. Tudo fica em meio à mata nativa.

Placas explicativas na frente de cada dinossauro contam sobre seu estilo de vida, hábitos alimentares, onde viviam e outras informações. O animais chegam até 10 metros de altura, são animados, podendo mover-se e emitir sons a qualquer momento, o que acaba rendendo algumas surpresas.

A próxima parada do nosso passeio foi o Castelinho Caracol, uma das primeiras residências do município de Canela. Foi construído no inicio do Século XX, entre 1913 e 1915, por Pedro Carlos Franzen casado com Luiza Sommer.

O Castelinho Caracol, preserva móveis e utensílios da época de seus moradores, as paredes intactas, mesmo com o passar do tempo  mostram que a construção é resultado de técnica, conhecimento e beleza.

Está aberto para visitação desde 1985. Os visitantes podem testemunhar o modo de vida dos descendentes de imigrantes alemães. Também é possível vislumbrar a mata nativa, a primeira casa da família antes do Castelinho ser concluído, a serraria onde Pedro Franzen trabalhava, os galpões, o Armazém dos Serradores, um verdadeiro retorno ao passado!

Depois desta fascinante viagem no tempo iniciamos o retorno para Gramado. O ônibus deixou cada um dos integrantes do grupo nos seus respectivos hotéis.

Ao chegar no meu quarto no hotel guardei as minhas coisas, tomei um banho e fui visitar o Salão Super Carros, um espaço que reúne diversos modelos de carros expostos e disponíveis para pilotar ou ir de carona.

 

 

 

 

 

 

 

Leia mais

 

5º dia

A primeira visita do nosso passeio foi na Casa Centenária. Construída em madeira sobre um porão de pedras onde até hoje são conservados vinhos, queijos e salames, a casa pertence a Senhora Elizabeta Ferrari que tem mais de oitenta anos.

É possível ver a casa por fora e entrar no porão onde estão guardados diversos utensílios e objetos antigos. No quintal há galinhas, porcos, um cachorro, um coelho e dois carvalhos.

Em seguida seguimos para o Moinho da Família Cavichion. Fomos recebidos pela Maristela que nos contou a respeito da vinda dos italianos para o Brasil.

Perto dali conhecemos a Ervateira Marcon onde acompanhamos o processo artesanal de fabricação da erva-mate, a matéria prima do chimarrão.

A nossa próxima parada foi no Museu Fioreze, pertencente ao Sr. Nelson Fioreze, um italiano que desde criança coleciona os mais diversos objetos. De forma humorada, ele conduz os visitantes ao museu contando a história de algumas relíquias.

O nosso passeio terminou com o café colonial da Família Foss. Provamos pães caseiros quentinhos, geleias de frutas, manteiga, salames, queijos e muitas outras delícias ao som de músicas típicas italianas. Depois de nos divertirmos cantando e dançando La Bella Polenta iniciamos a nossa viagem de volta para Gramado.

 

Ao chegar no meu hotel tomei um banho rápido e segui para o Hollywood Dream Cars. O museu foi inaugurado em julho de 1997 e é parada obrigatória para os amantes de carros antigos que visitam a cidade de Gramado.

Nele estão reunidos carros das décadas de 20, 30, 40, 50 e 60, clássicos que marcaram a história da indústria automobilística e do cinema.

O museu tem dois andares, o primeiro andar com carros dos anos 50 e 60 e o subsolo com os carros mais antigos.

Em seguida visitei o salão Super Carros, um espaço que reúne diversas super máquinas disponíveis para dar um passeio pelas ruas de Gramado.

Depois de tirar muitas fotos dos carros escolhi um passeio na BMW M3. Enquanto estava agendando o meu passeio o atendente me ofereceu a Ferrari 458 Itália. É claro que não pensei duas vezes para aceitar a oferta. Enquanto aguardava a minha vez aproveitei para tirar algumas fotos na Ferrari F1.

Alguns minutos depois fui chamado para o meu passeio com a Ferrari 458 Itália. O percurso de 5,5 km foi percorrido em poucos minutos mas posso dizer que o passeio foi emocionante.

Enquanto escolhia as fotos que tirei na Ferrari F1 ganhei um passeio no Porsche Cayman. Como a fila de espera estava muito grande troquei pelo passeio no Corvette C06 Targa

Foi muito emocionante e divertido. Em seguida retornei para o meu hotel.

 

6º dia

Seguimos logo cedo para a cidade de Nova Petrópolis, situada a cerca de trinta e quatro quilômetros de Gramado. Fizemos uma rápida parada no Portal de Gramado e continuamos a nossa viagem. Apesar do tempo chuvoso todos no ônibus estavam muito animados.

A nossa primeira parada foi no Armazém da Rosa Mosqueta. Inicialmente assistimos um vídeo a respeito da origem da rosa mosqueta e as suas diversas propriedades. Depois tivemos a oportunidade de comprar os produtos desenvolvidos a partir da rosa mosqueta.

Em seguidas fomos até a Praça da Flores onde está localizado o Labirinto Verde. Quem entrou no labirinto se divertiu bastante tentando chegar até o centro e depois encontrar a saída.

Depois fizemos um intervalo para o almoço no Restaurante Torquês onde fomos recepcionados pelo simpático alemão Babaloo e o seu tradicional Fusca.

 

A nossa próxima visita foi na loja da Dakota, tradicional fabricante de calçados masculinos, femininos e infantis.

Depois visitamos a loja Kukos em que conhecemos relógios de diversos tipos e tamanhos.

 

Finalizamos o nosso passeio visitando o Parque Aldeia do Imigrante. Ele foi criado para resgatar e preservar o passado histórico dos imigrantes que colonizaram a região, predominando a imigração alemã.

 

 

 

 

 

 

 

Depois de apreciarmos a beleza do local iniciamos a nossa viagem de retorno para Gramado. Foi um passeio muito gratificante e enriquecedor.