Três anos de corridas

Corridas

Depois de vários meses fazendo caminhadas diárias resolvi me inscrever em uma corrida de rua e enfrentar a distância de 5 km. A minha estreia seria na Corrida e Caminhada da Esperança marcada para o dia cinco de agosto de 2012.

A corrida tinha como percurso as ruas próximas do Centro Cívico, onde está situado o Palácio Iguaçu, sede do Governo do Estado do Paraná. Larguei com calma e fui acelerando aos poucos, sempre tomando muito cuidado para não atrapalhar os outros corredores.

Cheguei na marca do primeiro quilômetro em um tempo de  8min 25 seg. Aumentei um pouco o ritmo na sequencia até encontrar um longo trecho de subida. Preferi caminhar do que forçar o ritmo e ficar cansado.

Sendo assim percorri o terceiro quilômetro em nove minutos. Como caminhei consegui descansar e recuperar as minhas energias. Segui acelerando e quando entrei na reta final olhei para o cronômetro no portal da chegada e percebi a possibilidade de completar os 5 km em 40 minutos.

Procurei espaço para poder ultrapassar e cruzei a linha de chegada com 39 min 51 seg. Por ser a minha primeira corrida cheguei exausto. Valeu a pena pela oportunidade de ter participado de uma corrida de rua, ter enfrentado os meus limites e, é claro, ter conquistado a primeira medalha.

Desde então já se passaram três anos. Neste período participei de outras tantas corridas nos mais variados percursos da cidade. Pude conhecer pessoas das mais diversas idades com as quais tive a oportunidade de trocar experiências de vida.

Até hoje tenho que ouvir algumas perguntas inevitáveis para quem faz parte do mundo das corridas. Porque você acorda cedo para correr no domingo? O que você sente quando termina uma prova? Devo confessar que é difícil responder, só quem corre entende o sentimento de quem cruza a linha de chegada.

Cada corrida representa um novo desafio, uma oportunidade de correr melhor e mais rápido, superar os limites e bater recordes pessoais. Analisar as características do percurso é fundamental para se estabelecer um estratégia.  Mas também é preciso estar preparado para mudar os planos a qualquer momento. Uma situação na corrida pode mudar tudo. A analise e a tomada de decisão devem ser muito rápidas.

É claro que nem sempre o desempenho na corrida acaba sendo o esperado. Isto acaba gerando um clima de certa frustração. Mas logo ele é superado pois os pensamentos se voltam para a próxima corrida.

Ao longo dos últimos anos fiz corridas ruins que me deixaram muito chateado. Mas também fiz corridas que fiquei extremamente surpreendido com o meu desempenho.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *