Mundo Canhoto

Em meados de julho de 2003 realizei uma pesquisa sobre o canhotismo, inicialmente apenas para satisfazer a minha curiosidade. Desejava conhecer um pouco mais a respeito do mundo dos canhotos, afinal de contas faço parte dele.

Em poucos minutos encontrei diversos sites sobre o assunto, a maioria em português lusitano. Apesar de alguma diferença com o português brasileiro pude compreender com facilidade o conteúdo e, consequentemente, aumentar os meus conhecimentos.

Foram encontrados dois ou três sites brasileiros,  mas com um bom conteúdo. Mas eu desejava compartilhar aquele conhecimento. Foi então que tive a ideia de criar o meu site. Porém o meu desejo não era ter somente mais um site sobre os canhotos, mas sim um que fosse uma referência sobre o assunto.

Faltava então escolher o nome, confesso que não tenho muita criatividade para criar nomes, mas o primeiro que surgiu na minha cabeça foi Mundo Canhoto, o nome de um site português que foi o primeiro que consultei na minha pesquisa.

A próxima etapa do trabalho consistiu na montagem da estrutura do site, algo que para mim não foi nenhuma dificuldade. Passei a reunir os artigos interessantes que ia encontrando na internet. Depois de algumas semanas nasceu o Mundo Canhoto no dia 13 de agosto de 2003, o Dia Internacional do Canhoto. Além dos mais diversos artigos relacionados ao canhotismo coloquei uma lista de canhotos famosos nas mais variadas áreas de atuação.

Paralelamente continuei a minha pesquisa em busca de novos artigos, desta vez nos idiomas italiano, espanhol, francês e inglês, com o intuito de enriquecer o conteúdo do site. Para facilitar a localização dos artigos eles foram separados por idioma.

Com o passar do tempo o site passou a ser conhecido e uma fonte de referência. Para ajudar na divulgação criei uma comunidade no Orkut que contou com a participação de canhotos de vários lugares do Brasil.

Em agosto de 2011 por ocasião da passagem do aniversário de oito anos do Mundo Canhoto criei um grupo fechado no Facebook. Atualmente conta com pouco mais de 1.400 canhotos do Brasil e de outros países. Todos tem a oportunidade de compartilhar as suas experiências e publicar fotos dos seus canhotos prediletos.

Também são aceitos destros que possuem familiares canhotos ou que possuem algum tipo de admiração. Um dos principais objetivos do grupo é fazer com que os canhotos sejam aceitos como normais e não como uma aberração como acontecia na Idade Média.