TÚNEL DO TEMPO: SEXTA VITÓRIA EM MÔNACO

Ayrton Senna Túnel do Tempo

Nos dias que antecederam o GP de Mônaco o inglês Damon Hill ouviu bastante da imprensa que Senna poderia tomar de seu pai, Graham Hill, o título de “Rei de Mônaco”, caso vencesse sua sexta corrida em Monte Carlo. Não seria fácil, pois o brasileiro largaria em terceiro.

O francês Alain Prost queimou a largada e foi punido com dez segundos, deixou o carro morrer nos boxes perdendo ainda mais tempo. O alemão Michael Schumacher segui na ponta e Ayrton Senna assumiu a segunda posição.

Na volta 33 uma falha hidráulica no motor da Benetton de Schumacher o tirou da briga e deixou o caminho livre para Senna que tinha dezesseis segundos de vantagem para Damon Hill.

Na volta 70 um incidente entre Hill e Berger aumentou a vantagem de Senna. A corrida terminou com Senna, Hill e Alesi no pódio.

Damon Hill felicitou Senna pela vitória: “Parabéns, Rei de Mônaco. Se meu pai fosse vivo, certamente viria cumprimentá-lo”.

Foi a sexta vitória de Senna nas ruas do Principado, sendo a quinta consecutiva.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *