A volta

Depois de uma longa espera de 1.004 dias a torcida voltou para a Arena da Baixada. O último jogo foi no término do Campeonato Brasileiro de 2011 na vitória de 1X0 sobre o Coritiba. Entre janeiro de 2012 e maio de 2014 a Arena ficou fechada por causa das obras de reforma para a Copa do Mundo.

Em 2014 tive a oportunidade de assistir os jogos teste com o J. Malucelli e o Corinthians, além do jogo Argélia x Rússia pela última rodada do Grupo H da Copa do Mundo. Posso dizer que foram três situações diferentes e em cada uma delas me emocionei bastante.

Depois de passada a Copa começou a contagem regressiva para o retorno da torcida, afinal de contas por causa da confusão ocorrida na Arena Joinville no jogo com o Vasco da Gama  o Atlético foi punido com nove jogos, sendo cinco a mais de 150 quilômetros de distância de Curitiba e os quatro restantes em casa mas sem a torcida.

cadeira-arenaSem dúvida o dia três de setembro de 2014 vai entrar para a história do Atlético, pois marcará o reencontro do time com a sua torcida na sua casa. Cheguei cedo a Arena e logo me dirigi ao portão B destinado a entrada para o meu setor.

Assim que passavam pela catraca os torcedores receberam um saco para colocar o seu lixo e jogar na lixeira ao final do jogo. Seguindo o exemplo do que os torcedores japoneses fizeram durante a Copa do Mundo.

Com facilidade cheguei no meu lugar e a primeira providência foi tirar uma foto da minha cadeira identificada com o meu nome.

Aos poucos os torcedores foram chegando e aqueles que estavam entrando pela primeira vez na Arena se mostravam maravilhados. Com relação ao jogo com o América-RN todos sabiam que seria difícil reverter a vantagem dos adversários.

arena-atletico-america-01A torcida incentivou o tempo todo e o time lutou até o último minuto. Infelizmente faltou o terceiro gol que levaria a decisão para os penaltis, mas o time saiu aplaudido pelos 19.000 torcedores.

Este foi o primeiro jogo do setembro rubro-negro. Vamos receber o Palmeiras, o Vitória, o Internacional e o Corinthians. Os adversários podem estar cientes de que a pressão da torcida será grande durante todo o jogo.