Circuito das Estações Inverno 2017

Neste domingo participei da Etapa Inverno do Circuito das Estações em Curitiba. Faltando vinte minutos para a largada a temperatura era de 9ºC e assim deveria permanecer durante toda a prova.

Coloquei os meu fones, conferi se os tênis estavam bem amarrados, fiz o meu alongamento, o aquecimento e iniciei a minha concentração. Neste momento fecho os olhos, me desligo totalmente do que está acontecendo em volta e respiro com calma.

Em seguida me posiciono para a largada. Procuro manter a minha concentração e não converso com ninguém. Mas se alguém conhecido passa por mim e deseja uma boa corrida eu respondo.

Costumo largar com tranquilidade e sigo tentando encontrar espaço para desenvolver um bom ritmo. Logo no início foi possível perceber um chuvisco. Este era um indicativo que teria que tomar muito cuidado dali em diante.

Ao longo do percurso mantive um ritmo de corrida confortável, mas trotei e caminhei sempre que achei necessário. Pouco depois da marca de 3 KM vi numa esquina um homem ao lado do carro reclamando porque não podia passar.

Olhei para ele e disse: “Então ver correr com a gente!”. Ele respondeu “Não vai dar, o meu coração vai parar”. Quem estava correndo do meu lado caiu na gargalhada. Segui adiante e fui poupando as minhas energias para o final.

Em nenhum instante me preocupei com o tempo decorrido. Completei a prova em 1 hora, 17 minutos e 19 segundos. O mais importante foi ter terminado bem e conquistado mais uma medalha para a coleção.

O meu próximo desafio será a corrida Track & Field Patio Batel no dia 23 de julho.