Circuito das Estações Etapa Outono

Apesar de se chamar Outono a primeira etapa do Circuito das Estações 2016 deveria se chamar Inverno 1 em Curitiba por causa da baixa temperatura.

A corrida deste domingo tinha um significado muito especial para mim pois teria a oportunidade de homenagear o meu ídolo Ayrton Senna. O boné lembrava o capacete, a camisa de manga comprida preta lembrava a Lotus, a camiseta vermelha representava a McLaren e os três títulos mundiais, o tênis amarelo lembrava a cor do capacete de 1985, ano da primeira vitória na F1.

Além disso, o número 2045 lembrava a data de 01/05/1994 graças a uma rápida combinação:

5 – 4 = 1 ———–> dia 1º

5 ——————->  mês 5

20 – 1 = 19

5 + 4 = 9

01/05/1994

No momento da largada a temperatura era de 2ºC. Segui num ritmo de trote lento e com muito cuidado para não me envolver em confusão. Fui me controlando até passar pela marca do três quilômetros.

Como estava me sentindo confiante resolvi aumentar o ritmo das minhas passadas e mantive controlado nos próximos três quilômetros.  Caminhei nos trechos de subida do sétimo quilômetro.

Ao iniciar o quilômetro oito acelerei o ritmo e procurei reservar as energias para os instantes finais da prova. No entanto, em nenhum momento me preocupei com o tempo decorrido e com a hipótese de baixar o meu tempo pessoal.

Completei o percurso em 1 hora 18 minutos 38 segundos, o meu novo recorde para a distância de 10 km. Fiquei muito surpreso e feliz com o resultado, afinal de contas estou me recuperando de uma lesão e corri me inspirando no eterno ídolo Ayrton Senna.